Eventos

Aluno: André José de França

 

Título: “Transmissão de Imagens em Sistemas de Comunicação para Canais de Múltiplo Acesso com Dois Usuários.”

Orientador: Profa. Dra. Maria de Lourdes Melo Guedes Alcoforado

Coorientador: Prof. Dr. Paulo Hugo do Espírito Santo Lima

Data-hora: 30/05/2019 (7H:30MIN)

Local: Escola Politécnica de Pernambuco - Sala I-4 

Resumo: Com a popularização das tecnologias voltadas aos sistemas de comunicação, novas técnicas são desenvolvidas a fim de permitir o contínuo aumento do número de usuários. Neste sentido, citam-se os sistemas de múltiplo acesso, cujas principais técnicas dividem o canal de comunicação no tempo (Time Division Multiple Access, TDMA), na frequência (Frequency Division Multiple Access, FDMA) ou por divisão de códigos ortogonais (Code Division Multiple Access, CDMA). Nesta dissertação, investiga-se o uso de imagens em sistemas com canal aditivo para dois usuários binários (Two-user Binary Adder Channel, 2-BAC) em conjunto com codificação de canal, em especial os códigos turbo, e da decodificação iterativa com algoritmo BCJR. São apresentadas curvas de desempenho relacionando taxa de erro de bit, taxa sinal-ruído de pico e o índice de similaridade estrutural obtidas por simulações computacionais versus relação sinal-ruído (SNR). O canal 2-BAC, por se tratar de um canal aditivo, tem sua saída ternária, o que ocasiona uma ambiguidade no momento da reconstrução das imagens. Os sistemas implementados evidenciam que a passagem de imagens em canais aditivos ocasionam a sobreposição das imagens, perdendo-se qualidade e confidencialidade. Um dos sistemas possui a codificação turbo e a decodificação iterativa utilizando o algoritmo BCJR. A decodificação iterativa utiliza o artifício da retroalimentação para permitir que, numa iteração, probabilidades de sua saída sirvam de probabilidades para aprimorar a resposta da próxima iteração [1].  A Ao utilizar esta técnica de decodificação, o sistema apresenta melhorias significativas. Por exemplo, em um dos casos simulados, quando compara-se as curvas da terceira iteração em relação à primeira, para uma probabilidade de erro igual a 10^-4, obtém-se um ganho de aproximadamente 2; 8 dB para o Remetente 1 e 2; 7 dB para o Remetente 2. Para um PSNR igual a 40 dB obteve-se um ganho de aproximadamente 2; 6 dB e 2; 5 dB para o Remetente 1 e 2, respectivamente. Para um SSIM = 0; 9, obtém-se um ganho de aproximadamente 2 dB, para ambos os remetentes.

Aluna: Taila de França Santos 

 

Título: “Controle de Congestionamento do Protocolo TCP em Predição de Perda de Pacote.

Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ataíde de Lima

Data-hora: 27/05/2019 (10:00h)

Local: Escola Politécnica de Pernambuco - Sala I-4 

Resumo: “O controle de congestionamento tem sido foco de muitas pesquisas há décadas e diversas versões do protocolo TCP fizeram abordagem desta problemática em suas implementações. O objetivo principal desta dissertação é implementar o mecanismo de aceleração da taxa de transmissão dos pacotes, no protocolo TCP Poli [1], em redes com riscos de congestionamento. Para tanto, o comportamento da rede foi analisado na ferramenta de simulação NS2, onde foi criado em cenário de rede em que diversas versões do protocolo TCP compartilham do mesmo canal em diferentes áreas de abrangência (LAN, MAN e WAN). Os resultados obtidos mostraram que é possível melhorar o desempenho da rede em relação às versões atuais do protocolo TCP com apenas algumas das alterações na base dos algoritmos das versões existentes. Principalmente em relação a parâmetros como: latência, vazão e perda de pacotes.

 

 Aluno: Clodomir Joaquim de Santana Junior

 

Título: “Bio-Inspired Multi-Objective Algorithms Applied in the Optimization of the AODV Routing Protocol.”

Orientador: Prof. Dr. Carmelo José Albanez Bastos Filho

Coorientador: Prof. Dr. Sérgio Campello Oliveira

Data-hora: 03/05/2019 (16:00h)

Local: Escola Politécnica de Pernambuco - Sala I-4 

Resumo: “O crescente número de dispositivos móveis conectados aumenta a demanda por tecnologias mais robustas desenvolvidas para redes compostas por esse tipo de dispositivos. As redes ad hoc móveis (do ingles Mobile Ad Hoc Networks - MANETs) são um exemplo desse tipo de rede. MANETs são redes que possuem controle descentralizado e não dependem de uma infraestrutura fixa. Nessa rede, os nós têm autonomia para se movimentar e por conta dessa mobilidade, os protocolos de roteamento precisam desenvolver mecanismos que permitam o fluxo de pacotes em uma rede cuja topologia está mudando continuamente. Logo, a mobilidade dos nós representa um grande desafio para os protocolos de roteamento desenvolvidos para esse tipo de rede. Um dos principais protocolos de roteamento para MANETs é o Ad Hoc On-Demand Distance Vector (AODV). Entre as principais características do AODV, destacamos a existência de dois mecanismos de reparo de rota diferentes que são empregados dependendo das condições em que o link foi quebrado. A escolha do mecanismo de reparo de rota do AODV depende da relação entre o número de saltos entre o nó de origem e o nó predecessor ao ponto de quebra e o número de saltos entre o nó predecessor e o nó de destino. Neste trabalho, o mecanismo de reparo de rota do AODV foi modificado para fazer com que ele também dependa do número de vizinhos (conectividade) do nó de origem e o nó predecessor. Além disso, quatro parâmetros (A, B, C e D) foram adicionados para representar os pesos da conectividade e dos outros elementos envolvidos no mecanismo de determinação do tipo de reparo de rota. Para definir um conjunto satisfatório de valores para esses parâmetros, empregamos os algoritmos multiobjetivos bioinspirados SMPSO, SPEA2 e NSGA-II. Selecionamos as seguintes métricas para avaliar a qualidade das soluções encontradas pelos algoritmos: atraso médio da rota (Delay), taxa de perda de pacotes (PLR), consumo de energia (EC) e carga de rota normalizada (NRL). Estas duas últimas métricas foram usadas como função objetivo pelos algoritmos selecionados. A principal vantagem dessa abordagem é ser capaz de adaptar o desempenho do AODV para satisfazer necessidades de aplicações específicas, alterando as métricas usadas como o objetivo das metaheurísticas. Os resultados obtidos mostram que a solução proposta foi capaz de obter resultados superiores ao AODV padrão em todas as quatro metricas estudadas. No que diz respeito à diferença entre as metaheurísticas multiobjetivas, os resultados obtidos pelo NSGA-II, SPEA2 e SMPSO foram semelhantes entre si, portanto superiores ao AODV padrão. Além disso, comparando a solução proposta à outros protocolos de roteamento, como o Multipath Distance Vector routing (AOMDV) e o Optimized Link State Routing protocol (OLSR), foi possível observar resultados superiores em relação ao consumo de energia e competitivos nas demais métricas. Os resultados da otimização multiobjetivo também foram comparados com os obtidos pelos algoritmos mono-objetivo Particle Swarm Optimization (PSO) e Artificial Bee Colony (ABC).

 

Pagina 2 de 9

Go to top Menu